o carnaval vencerá a crise

aflora-me, como dor
como vermes
de um cadáver
um poema sem lâminas
triste e sossegado
solene, contemplativo
entediado e meio louco

deflora-me, inseto
doentio e perigoso
devora-me em silêncio
nas amenas tardes
dum inverno tenebroso

as carnes não congeladas
esperam-te sobre a pia
que lhes cesse a agonia
da noite chamada dia
a noite das garrafadas
a noite da morte fria

o poema alimenta-te
mas a barriga fica vazia
corrompe-te, a poesia?
não é isso, então,
o que, secretamente,
tanto queria?

as carnes esperam
defloradas sobre a pia
o cão de tua alma
mordeu a cotovia

que se foda essa crise
que preocupa sua tia
não és tu, poeta,
que a toda hora repetia:
um país se faz matando
toda falsa poesia?
não te lembras, porventura
da maneira como ria,
o teu pai sem dentadura,
vendo o vasco que perdia?

lindos olhos
tem maria
lamentável, todavia
que divulgassem
a tal fotografia
na qual ela, nua,
masturbava-se na rua

o país se faz com livro,
gente boa e vadia,
petróleo, café e gás
e a nobre raça
do velho barrabás
enforcado lá na praça
em plena luz do dia

esse poema é anti-guerra
porque o povo da minha terra
não suporta o tio sam

o presidente nunca erra
grita o sábio quando enterra
a esperança da minha irmã

ah, meu povo,
sê feliz, o carnaval
já vai chegar de novo

até lá, toca a vida
vai tratando da ferida
e comendo pão com ovo

o desespero, que te enerva
quando acaba tua erva
e o dinheiro para a cerva,
será talvez inspiração

se o mundo não te anima
dá um beijo na menina
pega exemplo lá em cima
e termina essa canção
Com confete
e purpurina

(Tela: Basquiat)

5 comentários:

Anônimo disse...

opa!

Anônimo disse...

realmente...

Jorge Ferreira disse...

é foda!
quando gostamos de algo...podemos dizer apenas "gostei!", mas fica-se sempre com aquela sensação de que não dissemos nada.
temos a mania de elocubrar opiniões, concordâncias,...por que não dizer apenas gostei? E realmente perceber o quê naquilo que gostamos é a essência do que nos toca. Não sei...no fundo é muita teoria, é vontade de parecer inteligente, são um monte de conceitos secando ao sol...vou parar por aqui...e tomar um suco de laranja ali na esquina...cai muito bem com teorias...

Mão Branca disse...

Legal, bem escrito.
Porém eu não gosto de poemas muito grandes. Nem daqueles que tratam de vários assuntos.
Mas esse realmente tava bem escrito...

Anônimo disse...

Adorei!!!
Pelo simples fato de ter despertado sentimentos agradáveis em mim durante a leitura...

Seguidores

 
BlogBlogs.Com.Br