Terrorismo

o sol nasce verde às vezes
mortos estão os pássaros
que antes tão atrevidos cantavam
estamos a sós com o monstro
em forma de menino
de olhos verdes, azuis, lilás
conforme a cor do céu
e vomitamos sangue

mas o sangue é verde
e eu grito
você grita
ouve-se tiros ao longe
a ambulância chega
sua luz é verde
o enfermeiro também é verde
e chora ao nos ver
deitados sobre uma poça
de sangue verde

o menino se aproxima
mata o enfermeiro
com um tiro na cabeça
o sol verde chega ao zênite
explode sobre o mundo
a luz branca cega tudo
os repórteres começam
a tirar fotos

Um comentário:

Roberto Iza Valdes disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.

Seguidores

 
BlogBlogs.Com.Br